Seguidores

Loading...

domingo, 27 de fevereiro de 2011

VIOLÊNCIA

do google


Violência..
Por que ronda a cidade,
Por que maltrata o inocente,
Porque faz a infelicidade?!

Violência...
Comportamento venenoso
Para o físico e moral.
Não respeita nem o idoso,
Só faz crescer a maldade.

Violência...
É falta de comida na mesa,
É o olhar inquiridor,
É o abandono do indefeso.

Violência...
É falar mal do semelhante.
É viver; não ter saúde
Por falta de condição.

Violência...
É não ter onde morar.
Ser vítima de preconceito,
Viver sem liberdade.

Violência...
Violação do direito civil,
Político ou social.
Deixar-se à sorte vil,
Negar o cultural.

Violência...
É a falta de apoio
Ao mais necessitado,
Quando muitos se afogam
Na abundância vivaz.

Violência...
É contemplar e não poder ir,
Pensar sem existir.
Cumprir o dito pelo não dito,
Sofrer e ser perseguido.

Violência...
É a exploração infantil,
Em qualquer situação.
Vai do grito sutil
À lamentável sedução.

Violência...
É tudo isto e muito mais.
É ouvir sem ser ouvido,
Gritar por socorro e não
Ter justiça.

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

DEBRUÇADO NA JANELA


Do Google.


Debruçado na janela
Assisto o tempo passar.
Vejo a moça cravo e canela,
A faceira faz-me olhar.

Ela passa toda garbosa,
Parece  querer anunciar,
Momento de boa prosa,
Para o menino suspirar.

A tarde vai se findando,
O arrebol anuncia ocultar,
Sempre de olho fitando,
Aquela graça beira-mar.

Senta no banco da avenida.
Passa a mão no cabelo, faz charme.
Inspira confiança e forte fibra,
Belo caminho prá se andar.

O moço passa e admira
Aquele ser monumental.
Faz gesto e atira,
Um beijo longo memorial.

De repente aparece,
Varão alto orgulhoso.
O coração dela se aquece,
É o seu caso amoroso.

De mãos dadas se vão.
Como um poeta a cantar.
Abraçam-se... Beijam-se, se dão...
Sob a luz serena do luar.

sábado, 19 de fevereiro de 2011

CLARE, DOUTORA!

Do google.


Parece que foi ontem o dia do seu nascimento. Menina linda, rosto moreno claro, serenidade no olhar!
A torcida familiar ansiava pela sua chegada. Mãe, pai, avós, tios... Todos eram um entusiasmo só. Tudo foi muito bem preparado para a vinda da rainha. “Tia” Nancy de saudosa memória propagou de tal maneira o futuro acontecimento que o médico obstetra, o Dr. José Moura, também, de saudosa memória, disse: nunca vi tanta expectativa e demonstração de carinho pelo nascimento de uma criança como esta evidenciada pelos seus parentes!
 Na maternidade, os mais achegados estavam lá. De repente, uma palavra pronunciada em bom som, ecoou no apartamento daquela unidade de saúde. Nasceu! É uma menina! Foi um dia róseo! Trouxeram a pequena e ambos, pai e mãe, choraram. Emocionante! Tia Dade e Tia Janete foram as primeiras a acolhê-la em seus braços. A felicidade era presente! Os priminhos maiores queriam ver a nova pimpolha da família.
Tia Dade sempre presente, rogava ao nosso Deus para que tudo transcorresse bem e foi uma grande força durante a sua formação infantil. Proporcionava belos passeios junto a tio Cezar e primas.
Tia Mari, tio Nélson, Edla e Nel abriam as portas de seu apartamento, em Salvador, para recebê-la em suas férias. O zelo era grande! Ofereciam cinema, passeios diversos. Ela guarda belas recordações daquela época.
A menina foi crescendo, crescendo, sempre centrada à sua maneira de ser. Gosta de todos, mas tem suas reservas. Às vezes não entendem o seu olhar por ser reservada, mas por trás de tanta reserva, esconde-se um ser humano digno, respeitador e que deseja a felicidade do outro.
Siga Clare, assim com seu jeitinho meigo, afável, discreto, delicado! Não olhe para os lados.
A criança que bamboleava e patinava com desenvoltura, cedeu lugar à mulher charmosa, bonita. É assim que seus pais e aqueles a quem a ama, a vêem.
Tem suas características próprias como é inerente a qualquer ser humano. Cultiva um grande temor pelo nome do nosso Deus, sem fazer alardeamento dando o seu bom testemunho. Ela sabe que tudo em sua vida, o Senhor colocou a sua mão de bênção.
Estudou em bons colégios da cidade, sempre primando pelo bom comportamento.
Cultiva poucas amizades, mas as que têm são verdadeiras.
Com sua irmã Rebeca a quem carinhosamente chama de Beca, cujo nome foi por ela sugerido, compõe a bênção que o Senhor nos confiou para educar.
Hoje chegou o seu grande dia. Depois de 5 anos de lutas, correrias, provas, trabalhos, monografias, cansaço, o Senhor Jesus preparou esse momento decisivo de sua vida, onde vai abraçar uma profissão que reclama poder de decisão para saber e sempre fazer justiça.
Clare, filha amada, seja em qual circunstância for de sua vida, vamo-nos orgulhar muito da filha que temos.
Parabéns! A festa é sua!
Seus pais.

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Fim de verão.

Do Google.



O sol brilha forte.
Outras vezes não,
Mas tudo tem belo porte,
Nos momentos de verão

O dia tem mais luz,
A alegria bate no coração.
Sobre o teu ombro, a mão pus,
Num dia claro de verão.

A estação chega ao fim,
Por nove meses a esperarei.
A sua volta será para mim,
O sabor da fruta que saboreei.

Por que seu tempo é tão pequeno?!
Poderia o ano varar.
Logo vem o outono ameno,
Para nos consolar.

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

O BARQUINHO

Do Google     
Ao longe um barquinho,
Deslizando no mar.
Parece paradinho,
Sobre as ondas de lá.

Um homem solitário,
Dentro dele a sonhar.
Olha para o mar solidário,
Não sabe a hora de voltar.

Traga o seu charuto,
Mão na barba por fazer.
Pensamento resoluto,
Cai a tarde,traz  o escurecer.

Levanta, olha ao redor,
Como se procurasse companhia,
Porém sente que não está só,
golfinhos alegres fazem a folia.

Sorriso vem a seus olhos,
Agradecidos a natureza.
Aos bichos, hortaliça joga aos molhos,
E admira sua fantástica destreza.

E assim, navega entre as vagas,
Conduzindo emoções.
Entre ondas fortes e largas,
O homem canta lindas canções.






segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

HONRA E GLÓRIA SÓ AO SENHOR JESUS

Do Google


Jesus, tu és o meu Deus,
O meu redentor,
Fortaleza maior, meu eterno
E mui grande salvador.

Tu honras os juntos,
Faz misericórdias aos humildes de coração,
Não desamparas um filho teu,
Livra-os de todo os males.

Em ti encontro segurança,
Paz e amor perfeito.
Luz para o meu caminho,
Presença divina verdadeira.

Não sei como te agradecer,
Tudo o que tens feito em minha vida,
Só uma palavra me basta
Amar-te até morrer.

Quero em meu viver te seguir,
Para paz e amor aqui ser.
Não vacilar nunca.
Guardar-te para te ter.

Obrigado, Senhor, obrigado,
Pelo teu carinho para comigo.
Em ti sou guardado,
Feliz, feliz contigo.