Seguidores

Loading...

sábado, 4 de abril de 2015

O VENTO E O COQUEIRO

By Tunin




Um vento forte bate no coqueiro,
Faz suas folhas dançarem no ar.
Farfalham e brilham como o amar,
Mas fica firme a haste do madeiro.

O coqueiro balançando o vigor,
Demonstrando altivez na emoção.
Parece mexer brio coração,
De a mocinha cujo olhar sofredor.

E à tardinha chegando devagar,
Comunicando logo o anoitecer,
Pra viver outra cena no lugar.

Vento forte cedeu à brisa suave,
Como se fosse a paz do amanhecer,

Que salta do bico da bela ave.