Seguidores

Loading...

terça-feira, 26 de agosto de 2014

UM LIVRO INTERESSANTE


ARQUIVO PRÓPRIO

Este livro é interessantíssimo. Gostoso de ler e com uma gama de informação espetacular. O autor é eclético. Ele se aventura por variados assuntos com desenvoltura e conhecimento de causa. É um livro que você abre e não dá vontade de fechá-lo até o último capítulo. Assim, aconteceu comigo. Numa sentada, “devorei-o”. Recomendo, também, depois de lê-lo, voltar a determinados capítulos para explorar mais os seus assuntos. Posso dizer que é uma delícia. O compêndio trata de uma moça com problemas existenciais a procura da cura para a sua “doença”.  Contrata um competente médico, sensível, cuidadoso e criterioso na assistência aos seus pacientes. E qual foi o diagnóstico para a tal doença da jovem?! Falta de informação, percepção, visão de mundo. Falta de cultura mesmo. Estranho?! Parece! Será que  o doutor acertou em cheio? Ele fez um “passeio” pelo mundo das informações e artes, despertando o olhar dessa mulher para uma vida do saber, sem se preocupar com a ostentação. Ela passou a ter conhecimento desde filósofos famosos a grandes pintores renomados. Da música simples, mas com conteúdo poético aos clássicos de Beethoven. Conheceu os políticos dos tempos das “cavernas” as “raposas” políticas da nossa era. Não esquecendo a teoria de Darwin. Tudo isso lhe foi ensinado, eu diria de modo cômico e agradável. Um verdadeiro show de cultura e informação. Bom, não vou contar se o resultado foi ou não positivo, senão perde a graça da curiosidade. Vá à Saraiva e adquira um exemplar. Você não vai se decepcionar.





Recomendo a todos os meus amigos que gostam da boa leitura. Está disponível nas livrarias Saraivas.

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

MEU JIQUIRIÇÁ

foto by tunin

                                                 

Meu Jiquiriçá já não tem grandeza,
Antes caudaloso, cheio de vida.
Caminho de pescadores em lida,
Choram a falta de outrora riqueza.

Fio de água corre manso no leito.
Tenta sobreviver a todo custo.
Pensa se vê, novamente, robusto.
Reclama das nuvens o liquefeito.

Nem na fragilidade ele se cala.
Trilha sobre pedras em Santa Inês,
E, nelas ouve a voz de sua fala.

Ele não quer nem deseja murchar,
Mas reviver tal qual flor em buquês,
Para ao Vale seu cheiro perfumar. 



Em homenagem ao Rio Jiquiriçá que nasce em Maracás-Ba e banha as cidades de Planaltino, Irajuba, Santa Inês, Ubaíra, Jiquiriçá, Mutuípe, Laje, Jaguaripe até desaguar em Valença, formando o famoso Vale do Jiquiriçá. O rio, hoje, está doente e pede socorro. Em meus tempos de criança ele era limpo e caudaloso. Saudades!
TUNIN.

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

TULIPA VERMELHA

                                                       tulipa vermelha


Uma tulipa vermelha na mão.
A fina declaração de amor.
O charmoso luxo da linda flor,
Enaltece o sensível coração.

Pelo undécimo ano de casamento,
É a flor representante legal.
É como uma joia fenomenal,
Que sela e guarda o vero sentimento.

Tem no amor o poder do produzir.
Sugere, ao amante, ser amor perfeito,
Cujo cheiro perfuma o seduzir.

Quando o casal briga e fica ausente,
Remédio poderoso causa efeito,
Tulipa vermelha dê de presente.



Tunin.