Seguidores

Loading...

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

MEU JIQUIRIÇÁ

foto by tunin

                                                 

Meu Jiquiriçá já não tem grandeza,
Antes caudaloso, cheio de vida.
Caminho de pescadores em lida,
Choram a falta de outrora riqueza.

Fio de água corre manso no leito.
Tenta sobreviver a todo custo.
Pensa se vê, novamente, robusto.
Reclama das nuvens o liquefeito.

Nem na fragilidade ele se cala.
Trilha sobre pedras em Santa Inês,
E, nelas ouve a voz de sua fala.

Ele não quer nem deseja murchar,
Mas reviver tal qual flor em buquês,
Para ao Vale seu cheiro perfumar. 



Em homenagem ao Rio Jiquiriçá que nasce em Maracás-Ba e banha as cidades de Planaltino, Irajuba, Santa Inês, Ubaíra, Jiquiriçá, Mutuípe, Laje, Jaguaripe até desaguar em Valença, formando o famoso Vale do Jiquiriçá. O rio, hoje, está doente e pede socorro. Em meus tempos de criança ele era limpo e caudaloso. Saudades!
TUNIN.

18 comentários:

✿ chica disse...

Que lindas saudades de um rio limpo,caudaloso,transparente.

Pena que tudo muda, hoje eles estão em risco e cada vez mais longe dos que tínhamos na infância!

Adorei teu carinho e homenagem ao Jequiriçá e tomara pusesses um dia o rever como antigamente! Será? Quem sabe!!! Lindo te ler! abração,chica

Calu B. disse...

Apesar do lamento ecoado, teus amorosos versos trouxeram vívida lembranças dos tempos de infância, da vida pujante nas águas do rio.
Abraço solidário, Tunin.
Calu

Jorge disse...

Magnífico soneto, evocativo do rio Jiriquiriçá, um rio que definhou e nunca mais se reabilitou. Dele só restam as tuas ternas recordações.
O meu abraço de parabéns, amigo Tunin.
Jorge

Roselia Bezerra disse...

Olá, amigo Tunin
Os rios, as fontes, as lagoas... vão secando e o poeta fica cada vez mais enxarcado de poesia em seu coração...
Bjs fraterno de paz e bem

Célia Rangel disse...

Você relata com lucidez suprema de um poeta a tristeza que é ver o estrago que o humano faz com a natureza... Pagaremos caro por isso!
Abraços.

Toninho disse...

A burrice humana presente em cada canto meu amigo. Conheço bem o Jiquiriça, como suas cachoeiras na cidade que leva seu nome.
Uma pena, mas os rios estão pedindo socorro e só quando chegar á situação de São Paulo que vão tomar consciência.
Um abração amigo.

vendedor de ilusão disse...

Caro amigo,
Saiba que foi motivo de orgulho e satisfação receber sua honrosa visita após tanto tempo de ausência por minha parte, mas, apesar de tudo, tenho outra vez, felizmente, o prazer de apreciar e admirar um soneto como esse, escrito com tanta propriedade e ser tão tocante, escancarando a realidade dos dias de hoje...
Um abraço, amigo!

Amara Mourige disse...

Triste isso Tunin, agora só resta lembranças de momentos felizes vivido na infância!Eu não conheço o Jequiriçá mas imagino como deveria ser lindo!
Um abraço
Amara

Luiz Cidreira disse...

Pois é, em idas recente a Laje, São miguel das Matas, Santo Antonio de Jesus, e Santa Luz, eu deu de cara com um trecho do rio Jiquiriçá em completo abandono e com suas águas horrivelmente suja com dejetos impróprios aos peixes, pois tiram sua oxigenação. Pena!
Abraço

Edite disse...

Infelizmente , Tunim, este é o cenário que temos hj na natureza. Rios que minguam suas águas a cada dia deixando atrás de si um rastro de lembranças frutuosas do passado. Versos que trouxeram à memória bons tempos de uma infância lauta em riquezas naturais.
Bjs

LUCONI MARCIA MARIA disse...

Tunin eu estou em falta com todos, as duas filhas gestantes e com problemas na gestação fiquei num corre corre danado,hoje dei um jeitinho.

Uma homenagem justo ao Jiquiriçá, infelizmente muitos rios estão nesta situação, eles que levaram a vida a tantos e contribuíram para o desenvolvimento de várias cidades, triste sim Tunin, abraços Luconi

✿ chica disse...

Tunin, achei tão lindo que acabou de entrar lá no sementinhas... Obrigadão! Ótima semana, abreação,chica

Evanir disse...

Com meu carinho de sempre venho agradecer
as palavras reconfortantes deixadas no meu blog.
Tudo isso me leva pra frente dizendo
continue ainda existe quem te quer bem do outro lado da telinha.
Ando protelando meu afastamento por
conta de pessoas tão importantes para mim como você é ,
a um longo tempo caminhando comigo.
Eu sou humilde demais , eu amo demais ,
eu me envolvo demais , eu luto demais ,
talvez seja essa garra que deixa
gente brava outras feliz e tão contente.
Hoje venho te pedir uma gentileza.
Apesar dos meu quase 10 anos de blog
por algumas vezes termino entrando
em alguma coisa , que me deixa feliz em participar
a mais de 5 anos deixei de participar de tudo nos blogs
por perder o encanto por muita coisa.
Veio o convite eu fui tentar ser poeta por um dia
hoje peço seu voto
se achar que meu poema vale seu voto.
Nome do meu poema?
"Você é minha Poesia"..
Endereço para votar.
http://ostra-da-poesia-as-perolas.blogspot.com.br/
È complicado pra mim pedir voto,
pois sempre achei que merece ganhar sempre
todos os pemas.
È lindo mesmo que seja um único pensamento.
Caso for votar é votar e confirmar seu voto
é complicado ,
mais acredito no seu potencial de
votar e de escolher.
Um abraço cheio de carinho.
Evanir.
PS.Quando terminar farei uma
postagem como o nome de todos amigos
que confiaram em mim seu voto.

vendedor de ilusão disse...

Olá amigo!
Vim para lhe desejar uma ótima semana.
Abraço.

Anne Lieri disse...

Tunin,li sua poesia lá na Chica e achei maravilhosa! Uma beleza de homenagem a um rio que merece ser lembrado e preservado. Hoje tem poesia sua em meu blog tb:

http://recantodosautores.blogspot.com.br/2014/08/tulipa-vermelha.html

bjs,

Majoli disse...

Um soneto que passa uma dor no peito.
Que pena, né meu amigo, tudo o que acontece com nossos rios.
A saudade é sempre grande em nós que já vimos tantas belezas.

Abraços.

Majoli disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
soninha cidreira disse...

Realmente, já foi muito famoso o Rio Jiquiriçá.Há um vale chamado Vale do Jiquiriçá, nesta região que abarca também a cidade de Amargosa. bjs