Seguidores

Loading...

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

MINHA ROCINHA


Quando criança,
eu bricava  de plantação,
obedecia minha ordenança,
semeava muito feijão.

Fazia minha rocinha
no fundo do quintal.
Lá de tudo um pouco tinha,
era um colosso, meu fazendal!

Puxava terra para a leira,
com a enxada do avô,
evitava fazer besteira,
para ter colheita boa.

Plantava milho e cebola,
alho, coentro  e repolho.
tinha salsa e cenoura,
na hora da colheita,
só  sobrava o restolho.

Adubava com cuidado,
para ver meu milho crescer
e sentir a vaidade
quando do abastecer.

Abóbora e melancia,
maxixe e jiló.
Tudo se aprecia,
era uma beleza só!











4 comentários:

Mare disse...

Tunin, tô comentando pelo google de Mare! Que bom ler esta trova, muito legal, sobre a vida real!
Edla.

Mare disse...

Tunin;
Como é gostoso lembrar nosso tempo de criança!Muito inteessane!
Beijin

Mare disse...

Tunin seus blogs estão lindamente coloridos e bem organizados!
Beijin

Chica disse...

Que coisa boa ter espeço pra ter uma rocinha assim,não? Lindo!abração,chica