Seguidores

Loading...

sexta-feira, 5 de abril de 2013

A PORQUINHA PRETA.





No Sítio do tio Zezinho,
Morava a porca Preta.
Ela conduzia os filhinhos,
Como se fossem maletas.

Três eram os porquinhos,
Da mamãe, com grande amor.
Bolinha, Gorduchinho e Magrinho,
Que cuidava com ardor.

Zelos exagerados,
Mamãe porca aplicava,
Aos filhotinhos amados,
Que tanto vigiava.

Os bichinhos foram crescendo,
Já querendo namorar.
E ela entristecendo,
Por não poder controlar.

esperto jovem  Bolinha,
Decidiu de casa voar,
Para viver sua vidinha,
Longe dali, noutro lugar.

A senhora porca quase morreu,
Com dor no coração,
Quando viu seu fedelho,
Tomar radical decisão.

Em busca de afirmação,
Gorduchinho e Magrinho o seguiram,
Obedecendo a intuição,
Deixaram a mamãe; partiram.

E a porquinha ficou só,
Lamentando a solidão.
Chorava de dá dó,
Procurando atenção.

Mas para o seu consolo,
Em oportuna ocasião,
Eles vinham a tiracolo,
Para festejar a união.

E a velha Preta percebeu,
Os exageros levados a fundo,
Porque filhos não são seus,
Mas cidadãos do mundo.

13 comentários:

Anne Lieri disse...

Tunin,que cidadãos do mundo mais fofos!Linda sua poesia e amei esses porquinhos!Abençoada inspiração!bjs,

✿ chica disse...

Linda poesia e com uma bela mensagem. Os filhos realmente são do mundo! abração, chica( claro que dentro de algum tempo, irá também pra lá,rs.Posso,né?)

Evanir disse...

Crer em Deus e nos Seus planos nos
traz a serenidade que só a fé pode trazer e
nos conduz à fonte do prazer de viver,
da qual beberemos e da qual seremos saciados.
Benditos somos nós, donos de uma força que ignoramos e
herdeiros de um Pai que nos recebe de braços abertos
cada vez que decidimos voltar pra casa.
Carinhosamente te desejo um abençoado final
de semana.
Que Deus abençoe você paz amor e luz.
Beijos no coração carinhos na Alma,Evanir..

Dorli disse...

Oi Tunim
Que apetitosos cidadãos do mundo. rsrs, brincadeirinha. Achei genial sua poesia, eu quando criança tinha uma porquinha de estimação e quando chegou a hora do abate, minha mãe vendeu-a, tal era o amor que pegamos por ela.
Confirmo o que disse a Chica.
Um beijo
Lua Singular

The time: me and the time / By: Leandro Ruiz disse...

Tunin, os encantos da vida, são únicos, cabe a nós vive-los da melhor maneira e aproveitar o que há de melhor...


Abraço!

Leandro Ruiz

=> Blog >>> The time: me and the time

=> You tube >>> thetimemeandthetime

Pepi,Xixo,Juja,Jujuba disse...

Lindos versinhos, Tunin e
Ainda bem que mamãe porca aprendeu a lição
Beijão de
Verena e Bichinhos

"Dê a quem você Ama :
- Asas para voar...
- Raízes para voltar...
- Motivos para ficar... " - Dalai Lama"

Pequeno Príncipe disse...

Que linda poesia!
Tunin, aqui perto onde eu faço fisioterapia tinha uma porca bem gorda que passeava com seus 3 filhotinhos.
Ela quebrava as flores das jardineiras nas calçadas agora ela e seus filhotes sumiram.
Com carinho
Pedro

ANTONIO RUBILAR BARBOSA VALENTE disse...

Oi amigo Tunin!!!
Que bonitinhos versos da porquinha...a criançada então devem curtir de montão...Meu amigo, fiz um novo post sobre as flores do nosso Sakurá....Será que seu nome está cintilando por lá??? Confira!!@!Um ótimo fds para vc meu amigo, fique com Deus!!! Um abrqaço amigo, Rubi.

Magia da Inês disse...

º° ❤♫°
Olá, amigo!

Alegoria em forma de poesia... é assim mesmo, quando a despedida é normal!...
Bom fim de semana!

°º♡♡♫
°º♡ Beijinhos.
º° ♡ ❤♫° ·

Severa Cabral(escritora) disse...

Boa noite amigo querido !
Estava a pensar na sua inteligência,isso é! Se posso tanto assim,penetrar no ar...
Agora, inexpressiva, sem emoção.
inacabada,pensativa...
Mas me levanto e sei que posso ,nesta melodia que ensandecia,tão ritmada,essa poesia que faz sintonia com o mundo animal,deixa a literatura infantil mais rica...
Aplausos por mais um poema que tenho certeza que nasceu com o pulsar do coração.
Bjs amigo querido !

Suzane Weck disse...

Ola,Linda tua poesia dos porquinhos.Um òtimo domingo e um grande abraço.SU.

Rita disse...

Bom dia meu amigo querido e que
bonita hist´ria da Preta essa
porquinha famosa, é verdade mesmo
filhos não são nossos, ontem mesmo
estavam todos comigo num churrasquinho em família, hj domingo estou sozinha cada um foi para um canto.
Adorei ler
Bjuss de um dia feliz
Rita!!!!

Daniel Costa disse...

Boa Tarde Tunin

Como das muitas coisas que fiz na vida, Em tempos livres da escola, guardei porcos, nunca de criação. De modo que entendo bem o poema que é muito feliz. Revela muito boa imaginação.
Um abraço