Seguidores

Loading...

sábado, 31 de janeiro de 2015

LÁ VAI O NAVIO

By Tunin

Pelas ondas altas do velho mar,
Singrando lá vai, veloz, o navio.
No cais penetrou o silêncio vazio,
De quem parte para não mais voltar.

Como edifício branco flutuando,
Iluminado convida pra festa.
A orquestra se posiciona e atesta,
O som que vai sobre o mar ecoando.

Lá dentro vidas deslumbradas sonham,
O balançar sobre ondas, seu carinho.
Na pista cantam e suave dançam.

Prometendo em outro cais vir aportar,
O flutuante segue seu caminho,
Vencendo a travessia sem cansar.


4 comentários:

Roselia Bezerra disse...

Olá, Tunin
Quando faço um Cruzeiro, fico muito feliz e o poema seu tá muito de acordo... cheio de beleza como condiz...
Abraço fraterno

Luiz Cidreira disse...

Olá amigo, tudo nos conformes em seus versos poéticos.
Abraço Soteropolitano.

ONG ALERTA disse...

Muito lindo, abraço Lisette.

✿ chica disse...

Tunin, como eu não estive aqui antes? AH! Acho que foi nas minhas férias! lindo poema e fiquei feliz em te ver por lá! Mas ainda acho que já tinha passado aqui! Tri estranho! abração, chica