Seguidores

Loading...

quarta-feira, 1 de junho de 2011

CHORO NA PARTIDA

imagem do google

 

Apita o trem, deixa a estação.
Em seu interior, leva um coração,
Que por aqui, fez a emoção
Brotar na menina, a expectação.

Ela chora de saudade.
Aquele amor que foi embora,
Pelos trilhos deixou a cidade,
Momentos tristes, triste hora.

Olhos fixos, lágrimas caindo,
Ao ver o trem desaparecer.
Na curva da cidade sumindo,
E ela aqui fica a sofrer.

Seu amor vai distraindo,
Vendo a paisagem descortinar,
Ou, então, está dormindo,
Sonhando o sonho de voltar.



Assim pensa aquela donzela,
Para de pronto ser consolada,
Por esse amor a  quem se desvela,
E quer por ele ser amada.

6 comentários:

Carla Fernanda disse...

Lindo poema que descreve a partida de um coração que fica enraizado...
Beijos e bom dia!!
Carla

Josú! Barroso disse...

Belo poema.
Origado pelo comentario.
Abraço!

Su disse...

Tunin, que linda poesia... linda imagem, perfeita harmonia com as palavras tão delicadamente escolhidas para descrever uma partida, uma saudade, um sonho de sonhar...

Beijão e uma ótima noite pra ti!

Su.

Mare disse...

Oi, amigo, saúde! Pensei que tinhas ido também viajar.
Bela inspiração!
Beijo
Mare

Anne Lieri disse...

Tunin,em cada poesia uma agradável surpresa!Beleza de poema de amor e saudade neste trem!Bjs e boa semana!

Toninhobira disse...

Os choros na partida que carregam a incerteza de uma volta,deixam as lagrimas compridas e sofridas.Bela visão Tunin.Um abração.