Seguidores

Loading...

quarta-feira, 23 de maio de 2012

A NOITE

  

A noite cantou:
Não tem luar.
O vaga-lume gostou,
E começou a piscar.

A moça escutou,
E foi sambar.
Na penumbra ficou,
Em seu balançar.

Balançou, balançou
Sem querer terminar,
Mas a folia findou,
Ao vaga-lume voltar.

Por que vaga-lume,
Tu vieste lançar,
Na moça, o lume
Do teu luminar?


Para casa ela voltou,
E logo se foi deitar,
E um sonho sonhou,
Querendo sambar.

25 comentários:

Só em Palavras disse...

Puxa.. fez eu me sentir
como a moça da poesia..
Delicia.
Vim te ler,
me encantar
e deixar um bj...

Mari Rehermann disse...

Lindão o poema!!
Bom sonhar, bom sambar!!

Tenha uma ótima noite!
Beijinhos!♥

Carla Fernanda disse...

Uma dança que fez sentido e virou até um sonho bom.
Bonito e ritmico!!
Beijos Tunin!!

cristiane silva disse...

belo poema.. sabe me fez lembrar do interior onde eu ficava asnoites na frente de minha casa vendo muitos vaga-lumes piscando em uma noite linda de verão.. é muito lindo ver isso.. um forte abraço na fé.. e obrigada por suas visita constantes e carinhosas em nosso espaço.. JESUS esta voltando nós temos o dever de anunciar..

Severa Cabral(escritora) disse...

Belo alvorecer amigo querido!!!!
Deixa eu velar teu sono...

"A noite cantou:
Não tem luar.
O vaga-lume gostou,
E começou a piscar..."

bjs de boa noite!!!!

ELAINE disse...

Adorei! Quando for dormir, espero que meus sonhos sejam iluminados por vagalumes.... Só não sei se no sonho estarei sambando, rsrsrs! Excelente quinta-feira! Abraço carinhoso!
Elaine Averbuch Neves
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

Daniel Costa disse...

Tunin

A noite sem luar, na lua nova, nota-se mais o vaga-lume a piscar, moça e se encantou e a sonhou sambar.
Um abraço

✿ chica disse...

Que lindo,Tunin! E adoro quando a noite está bem escura e estamos num local que permita ver os vagalumes... Linda poesia! abração,lindo dia! chica

Everson Russo disse...

A noite quando vem com suas cores opacas e suas silhuetas, nos dá tantas possibilidades a sonhar,,,a divagar longe...abraços de bom dia pra ti amigo.

Kellen Bittencourt disse...

Super legal Tunim, sabe que faz um tempão que não vejo um vaga lume, sambar então, nem sei rrsrrs Abraços

Milton Kennedy disse...

Bom dia Tunin,
belo poema. Vaga lumes são fascinantes.

Abraços, saúde e paz.

Gabriela Palombo disse...

Quem nunca quis pegar um vaga-lume e descobrir o porque de sua luz?
Um poema encantador.

Rita disse...

Saudade dos vaga-lumes que via
qdo morei na fazenda, muito legal
junto do poema ficou mais belo ainda
Uma bela tarde pra vc
Bjuss
Rita!!!

Waldir disse...

Aqui só tenho recordações lembrei de quando era criança lá no Parana, a noite tentávamos pegar alguns como era fascinante.

Anne Lieri disse...

Bonito demais,Tunin!Adorei o vagalume e a luz da moça!Bjs e meu carinho!

lucidreira disse...

Você me fez recordar os bons tempos de adolescente ainda quando vivia num bairro que tinha muitos alagados e matas, pois os vaga-lumes faziam suas danças durante as noites em que também sonhávamos com as garotas que pretendíamos fazer nosso/a "dança" samba. Risadas.
Abraço

Majoli disse...

Não quero ser repetitiva, mas tem jeito não, eu adoro seus versos, suas rimas, seu modo de poetisar.
Me coloquei no lugar da moça, e um sonho sonhei, querendo sambar.
Maravilha!!
Abraços.

silvioafonso disse...

.



Tunin,
se não for pedir muito,
volte ao Bar do Escritor;
http://bardoescritor.blogspot.com.br/
porque lá eu agradeço a
sua presença e o belo dis-
curso que fez pra mim.

Um abração e obrigado.

Palhaço Poeta
silvioafonso








.

MARILENE disse...

Um sonho do qual não se quer acordar. Momentos felizes também terminam, mas seu gostinho fica.

Abraços

Vera Lúcia disse...

Que lindo, TUNIN!

Uma construção com leveza e graça.
Adorei.

Grande abraço.

PRECIOSA disse...

Nossa!!! senti até tirar o pé do chão..queria eu imitar a moça

Abraços regado de carinho amigo poeta

Preciosa maria

Carla Fernanda disse...

... a esperança anda me encontrando ultimamente... fico tão contnte!!!

Boa noite amigo Tunin!!!

Maria Cristina Gama disse...

Bom dia, Tunin!

Mas que graça de poema,
uma dança que parecia no ar,
o ritmo dos seu versos já é uma dança, estou admirada com a leveza, a originalidade e o encanto da sua poesia...

Uauuuu!!!!

A noite nem precisa ter etrelas, nem vagalumes, nem dança, nem nada, porque esse poema já é uma festa cheia de cores.

Um grande beijo.

Chris

Claudiana (25/11/2010) disse...

Boa tarde, tudo bem?
Entrei para conhecer seu cantinho. Gostei muito de tudo que vi. Parabéns o blog está lindo. Já estou seguindo. Depois passa lá no meu cantinho também, será um prazer, ótima semana pra vc, bjs
Claudiana
http://encantosempontocruz-barbie.blogspot.com

Elisa T. Campos disse...

Tunin

Vagalume sempre lume a inspiração do poeta.

Lindo

Um abraço.