Seguidores

Loading...

sábado, 24 de maio de 2014

PENAS NO AR




O vento chega soprando,
Levantando a poeira do chão.
Penas soltas ficam levitando,
Crianças atentas, logo em ação.

São penas colorindo o ar,
Voando como pássaro em revoada.
Não se detenha o meigo olhar,
Daquelas peninhas em retirada.

A criançada corre para a dança,
Tentando as penas pegar.
O gordinho do Zé sacode a pança,
Sem força para alcançar.

É um corre-corre geral,
Para ver quem pega mais pena,
No meio do redemoinho desleal,
Gostoso é participar daquela cena!

De repente o vento parado,
As penas começam cair,
A garotada decepcionada,
Desejando vê-las subir.

Mas não se fazem de rogado,
Coloca-as na ponta dos dedos, com avidez,
E com sopro forte e arrojado,
Fá-las subir outra vez.

Tunin.

Chica fez um vídeo captando a sensibilidade do voar das penas de ganso, então, voltei-me à infância.

Olha o que o Eduardo Maria Nunes disse:
Ave depenada não voar!
no campo a paisagem a florir
o vento sopra penas no ar
na terra elas irão cair.

O poeta inspirado sim,
não de penas, não com pena
com imaginação Tunin
escreveu sim um poema.

Estava lá uma garota,
diz ele decepcionada
estaria talvez a marota
pelo poeta apaixonada!

VEJA, TAMBÉM, O JORGE:

As tuas penas pairando
Geram encantamento
As crianças nelas soprando
Dão-lhes asas e movimento.




25 comentários:

✿ chica disse...

Tunin, adorei tua poesia e claro, nos colocaste no cenário da crianças correndo as querendo pegar! Muito linda e uma cena inesquecível e acredito que encanta até hoje a todos, ver penas voando! Obrigadão pelo carinho! abração,chica e lindo fds!

Edite disse...

É tão bom reviver essas cenas de infância. Versos que nos transportam para um passado distante , mas que ainda pode fazer parte de nossas vidas. Como as penas, voam nossos pensamentos.Se eles estacionam... perigo no ar.É bom deixá-los soltos, voando por aí, mas sem perdê-los de vista, para que possamos reestruturá-los sempre que for necessário.Bjs. BFDS

Célia Rangel disse...

Brinquei e muito de soprar e correr atrás das peninhas no terreiro do sítio da bisa... Que delícia! Recordações...
Abraços.

Patricia Galis disse...

Vi a cena que coisa mais linda...

Eduardo Maria Nunes disse...

Ave depenada não voar!
no campo a paisagem a florir
o vento sopra penas no ar
na terra elas irão cair.

O poeta inspirado sim,
não de penas, não com pena
com imaginação Tunin
escreveu sim um poema.

Estava lá uma garota,
diz ele decepcionada
estaria talvez a marota
pelo poeta apaixonada!

Belo poema, gostei de o ler,
bom fim desema, um abraço.
Eduardo

Rita Sperchi disse...

Que divino estar de penas e pernas pro ar, vc e a Chica estão de parabéns,coisa e a infância volta de novo

Bom final de semana

└──●► *Rita!!

Evanir disse...

O bem que você faz hoje, pode ser esquecido amanhã.
Faça o bem, assim mesmo.
Dê ao mundo o melhor de você, mas isso pode nunca ser o bastante.
Dê o melhor de você, assim mesmo.
Veja você que, no final das contas,
È entre você e Deus.
Sim porque Deus vê e tem o melhor
pra você.
O essencial é amar, amar muito, amar sempre,
e ver com os olhos da alma.
Um feliz e abençoado final de semana
beijos no coração afagos na alma.

Evanir.

Anne Lieri disse...

Tunin, a poesia ficou leve e divertida! Gostei muito! bjs e bom domingo,

Jorge disse...

Gostei de ler a tua inspirada poesia que me fez divagar e recuperar cenas de infância à volta dessas penas.

Então:

As tuas penas pairando
Geram encantamento
As crianças nelas soprando
Dão-lhes asas e movimento.

Um abraço,Tunin!

Calu B. disse...

Que bela tríade aqui se cantou na esteira poética inspirada pela sensibilidade da querida Chica.Fiquei lendo e vendo cada cena sutil.
Lindeza de postagem, Tunin.
Abraço,
Calu

Pepi,Xixo,Juja,Jujuba disse...

Penas voando me remetem a minha infância, Tunin
Como era gostoso vê-las voando no sítio dos meu tios.
Amei os seus versos!
Te desejo um ótimo domingo e uma feliz nova semana
Um grande abraço de
Verena e Bichinhos

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Penas no ar, bolhas de sabão e outras brincadeiras com a ajuda do vento... quem não teve? Vi-me menina, a soprar e correr...Obrigada!
Meu abraço.

Zilani Célia disse...

OI TUNIN!
NOS FIZESTE IR A ESSE TEMPO ENCANTADO, E COMO CADA UM DE NÓS CONSERVA EM SI, UM POUQUINHO DA CRIANÇA QUE FOMOS,FOI INCRÍVEL LER TEU TEXTO.
AS INTERAÇÕES DOS AMIGOS,DEIXOU MAIS LEGAL AINDA.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

SOL da Esteva disse...

Imaginei-me participando da apanha de penas que voam ao sabor do vento.
Retornei a tempos que não voltam mais!...
Belo e rico Poema.
Parabéns



Abraços


SOL

Pequeno Príncipe disse...

Tunin,linda sua poesia e também gostei muito das poesias do Eduardo Maria e a do Jorge!!
Um abraço Pedrinho

Antonio Reis disse...

Legal esta coisa da inspiração numa inspiração,assim ficou lindo este seu olhar para pena caindo sobre uma grama.
Há leveza e beleza amigo.
Parabéns pela arte e às belas interações.
Uma linda semana de paz
Meu abraço.

Vera Lúcia disse...


Olá Tunin,

Que delícia de versos!
É o retrato da minha infância.
Adorei o gordinho do Zé sacudindo a pança ao tentar alcançar as penas. Parece que estou vendo-rsrs.

Também gostei de ler os versos do Eduardo e do Jorge.

Tudo lindo.

Abraço.

Rita Sperchi disse...

Hoje é um dia que.....

Elogio de espaço tão bonito
Parabenizo por todo post sensacional
E agradeço mais uma vez sua amizade

A verdadeira coragem é ir atrás de seus sonhos,
mesmo quando todos dizem que ele é impossível!...

__________ Cora Coralina

Bjussss

└──●► *Rita!!

Kellen Bittencourt ( Trilhamarupiara) disse...

Olá amigo, me lembrou aquelas cenas de novela ou de filme que as pessoas fazem guerras de travesseiros de penas rsrs parabéns pela poesia! Abraçoss

Luiz Cidreira disse...

Olá amigo Tunin, venho aqui e me vejo no passado que a pouco vivi, a guerra de travesseiros e que sempre rompiam e as penas voavam e deixávamos todos empenados.
Muito bom mesmo ler.
Abraço

Dorli disse...

Oi Tunin
Que linda poesia
Lembrei-me da minha infância perdida no tempo.
Beijos
Lua Singular

Reflexo d'Alma Fase 2014 disse...

Poesia mais linda!
Encantada.
Linda tarde Tunin.

Bjins
CatiahoAlc/ReflexodAlma

LUCONI MARCIA MARIA disse...

Tunin não sei por que chego sempre atrasada,mas quando chego encontro quadros lindos como esse que você tão bem pintou obrigada meu amigo, lindo demais, abraços Luconi

Antonio Reis disse...

Uma boa semana Tunin, pós festas e no clima de Copa, vamos que vamos.
Um abração e muita luz nos seus dias.

Sônia Silvino, Crazy about Blogs! disse...

Cenas de infância sempre mexem com nossos corações.
Beijocas!