Seguidores

Loading...

sábado, 25 de setembro de 2010

A revoada da Gaivota




Surge no céu azul,
A gaivota voadora.
Que vem da banda do sul,
Para tornar-se reprodutora.


Ao revoar a região,
Sob um mar salgado tão,
É a força da legião
Que juntas, em grupo, vão.


Numa  dança simetria,
O céu a enfeitar,
Com garbo e maestria,
A coreografia no ar.


Na copa da árvore, o seu ninho,
Para de o predador ocultar.
Ao nascer o filhotinho,
Vem mamãe para cuidar.


Sempre fico a admirar,
Olho fixo, no balé da gaivota.
Dia após dia a esperar,
O caminho certo de sua rota.


Coisa maravilhosa é,
O bando musicando no ar.
É o efeito de seu balé,
Que faz do olho, o delirar.
Tunin

Um comentário:

Chica disse...

É um lindo momento que o poeta conseguiu traduzir em lindos versos!abração,chica