Seguidores

Loading...

segunda-feira, 17 de março de 2014

O HOMEM E A CANOA

Lá no meio do rio,
O homem e a canoa,
Sol quente, o desafio,
Deseja uma garoa.

Passa horas a lançar,
Sua tarrafa na esperança,
de logo a rede balançar
com peixes vivos, em dança.

Mas o rio não está pra peixe,
E o que vem é a tal da baronesa,
Que como intrusa, em feixe,
Causa no homem, tristeza.

O pobre do pescador,
Rosto queimado do sol,
Pede ao céu que tenha dó
E traga-lhe o arrebol.

E o dia vai passando
sobre as águas poluídas do Cachoeira,
O homem choroso, pensando,
Nada tenho na algibeira!



 Poesia sugerida pela amiga Edilene Vieiras para ser postada no facebook.

18 comentários:

Marlene disse...

Bom dia amigo tunim adorei esta poesia tão linda,
na verdade nem um pescador gosta de ficar com sua rede vazia
seja do peixe que o alimenta ou
da pesca espiritual das almas
Bom estar aqui saudades de você amigo um abraço marlene

✿ chica disse...

Que linda poesia de uma tarde de pesca desse pescador solitário, pensativo... Adorei! abração,tuuudo de bom,chica

Luiz Cidreira disse...

E é isso mesmo que está acontecendo pelo nosso pais afora, principalmente pelas bandas do rio Cachoeira que nas imediações de Itabuna desse cheio de impurezas, poluído de verdade!
Abraço

Anne Lieri disse...

Tunin,que beleza de poesia! Eu que ando sumida ou vc que não tem postado muito no blog? Bom te ver de novo e valeu a dica da Edilene! bjs e boa semana,

Evanir disse...

Amigo Tunin..
A poesia é belíssima e você não imagina minha alegria em ver sua visita no meu blog.
As saudades que senti foi grande demais.
Eu sempre estava aqui no seu blog
ficava triste em ver que nada de ver vc voltando.
Obrigada amigo seja bem vindo amigo querido.
Uma feliz semana .Evanir.

Dorli disse...

Oi Tunin
Que surpresa agradável!
Sua poesia é linda, mas o danado do pescador não teve sorte.
Obrigada pelo carinho
Beijos
Lua Singular

Daniel Costa disse...

Tunin, pescador de águas fluviais é assim. O locar de labor para ganhar o seu sustento e o dos seus vai sendo, notoriamente destruído.
Abraços

Gracita disse...

Oi Tunin
Nada deixa mais triste um pescador do que recolher a tarrafa vazia. A sensação de impotência frente às adversidades machuca o pobre coração
Belo poema amigo, parabéns!
Um carinhoso abraço

Edite disse...

Olá Tunim, que surpresa boa. Tê-lo de volta é muito gratificante. Tua poesia enche a alma, fala por nós. . Seja muito bem vindo. Voltaste com Poesias belas e inspiradoras, coerência na história do pescador que nem sempre é feliz na sua pesca. Abração e parabéns pelo dia da poesia.Suas palavras sempre carinhosas e incentivadoras nas visitas a meu blog. Obrigada pelo carinho.

Aleatoriamente disse...

Olá meu amigo querido, matando saudades, vim deixar um beijo e ler teu belo poema, lindamente escrito.

Carinho
Fernanda

Luconi Marcia Maria disse...

Sim Tunin as adversidades da vida, fatos que nos deixa completamente impotentes, realmente nos causa imensa tristeza, pobre pescador que do pouco que possuía sem nada ficou, abraços Luconi

Pequeno Príncipe disse...

Tunin amigo, linda poesia!
Bjs
Pedrinho

Toninho disse...

E voce brilhou amigo com esta inspiração e conhecimento da labuta destes bravos desbravadores das aguas.
Que bom ver voce de volta.
Um abração

SOL da Esteva disse...

Uma poesia com o toque da realidade que atravessa os nossos tempos; uma intervenção para dar que pensar.


Abraços


SOL

Dorli disse...

Oi Tunin,
Passando para agradecer mais uma vez o seu carinho no meu blog
Sua poesia é o que tem de melhor
Beijos
Lua Singular

eduardo maria nunes disse...

O homem e a canoa,
Tunin, está de volta
Com seu cavalo,numa boa
Em corridas não aposta!

O sol começa a aquecer,
A gente dispensa a roupa
Todos homens gostam de ver
As belas pernas da garota!

Obrigado pela visita,
para você amigo Tunin, um abraço,
Eduardo.

Kellen Bittencourt ( Trilhamarupiara) disse...

Olá amigo Tunin, não sabia que tinha voltado a postar, que bom vê-lo por aqui, linda poesia, costumo dizer que pescar é a arte de exercitar a paciência rsrs Abraçosss

Sandra Sofia Afonso disse...

Super linda a poesia da tua grande amiga Edilene,gostei imenso!! Beijinhos,fica com deus,tudo de bom para ti!! http://sandrasofiaafonso1.blogspot.pt