Seguidores

Loading...

domingo, 10 de abril de 2011

ABRIL TRÁGICO

Do Google


Louco, psicopata,
Sem Deus no coração.
Na religião se disfarça,
Para praticar sua intenção.

Tudo bem planejado,
Em seu conflito existencial.
Disposto e determinado
Na delinquência fatal.

Demonstrou não conhecer,
Em sua carta apelativa,
O Deus de grande poder,
Que não acolhe injustiça.

Crianças indefesas,
Covardemente massacradas,
Vítimas das incertezas
Que pelo mundo passam.

Realengo não será esquecido.
Desse momento sarcástico,
Choro e lágrimas vividos
Num manchado abril trágico.


5 comentários:

✿ chica disse...

Bota trágico nisso e uma tragédia que jamais será esquecida! Uma pena tudo isso! abraços,chica

Carla Fernanda disse...

Oi Tunin!
Quando a gente tem amor por dentro tenta ajustar tudo, até dentro da poesia.
Beijos!!!

CARLA STOPA disse...

Como avaliar isso tudo? Quem andará mais pobre de felicidade e amor? Ladrões, de vida...Valeu a reflexão...

Anne Lieri disse...

Tunin,muito trágico mesmo e vc expressou isso muito bem nessa bela e comovente poesia!Bjs,

JGCosta disse...

Não dá para esquecer facilmente certas coisas erradas!

Abraços renovados!