Seguidores

Loading...

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

QUANTA SAUDADE SINTO

imagem do google
Quanta saudade sinto,
Do sorriso franco,
Do vinho tinto,
Do teu terno branco.

Do sofá de sucupira,
Onde curtia a sesta,
Da calça de casimira,
Usada em tempo de festa.


Do conselho amigo,
Da voz que alimenta,
Da mão que abriga,
Do beijo que fomenta.

Do amigo fiel,
De coração aberto,
De palavra mel,
De amor reto.

Do bom companheiro,
Na hora precisa,
Do grato mensageiro,
Como a suave brisa.

Do defensor e herói,
Da atenção que atrai,
Do apego que constrói,
Do meu rei, meu pai.



8 comentários:

Anne Lieri disse...

Tunin,que maravilhosa sua poesia!Envolvente e sentimental homenagem a seu pai!Bjs,

✿ chica disse...

Me emocionou essa tua poesia tão linda em homenagem ao teu pai. Parabéns! E que teu dia seja lindo no domingo(e sempre!)

abração,tudo de bom,chica

Toninhobira disse...

Toda bela pessoa sabe ter humildade e reconhecimento das pessoas que lhes fora importante em dado momento desta vida, assim como voce amigo nesta bela lembrança do pai.
Um abraço e que se for um pai, parabens pelo dia e que amanhã os filhso possam ter esta mesma emoção, que escorre no seu texto.

Maria Luiza disse...

Ai, que bonitina! Só testando pq o blogger não está enviando

Maria Luiza disse...

Até que enfim, pois fiquei a tarde toda escrevendo comentários e nada Eu experimmentava em vários. Foi muito frustrante. Qdo será que terá fim? Mas, vamos falar de coisas bonitas como a sua homenagem ao seu pai . Que linda! Pena que eu não tenha o meu que morreu qdo eu tinha 8 meses só. E se vc for pai, receba o meu abraço, tá? Bj!

GRAÇA disse...

Muito obrigada por toda a força
Bom fim de semana
Ronrons da amiga
Kika

Carla Fernanda disse...

Lindo poema do seu pai rei Tunin!
O meu também foi diferente, especial...
Sempre sinto tanta falta dele e no dia dos pais lembro dele toda hora!
Beijos,
Carla

Miriam de Sales Oliveira disse...

Amigo,p/ todos nós q/ perdemos esse abrigo perfeito ,ler esse poema é soltar a dor do coração. Abç