Seguidores

Loading...

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

EU TENHO MEDO.



Tenho medo dos meus adversários,
Falsos, imprevisíveis, perdulários.
Tenho medo da tristeza,
Invade o coração, consome o corpo e a alma.
Tenho medo da violência,
Praticada por ímpios,
Que a veste como se fosse adorno,
E não tem piedade.
Tenho medo do insensato,
Porque tudo que sai à frente, devora.
Tenho medo do insensível,
Porque não guarda, em seu coração, o temor a Deus.
Tenho medo da educação,
Porque já não forma o cidadão.
Tenho medo de perder a saúde,
Porque o sistema está fragilizado.
Tenho medo da falta de moradia,
Porque o país privilegia os abastados.
Tenho medo de leis oportunistas,
Porque o cidadão não fora consultado.
Tenho medo de perder você,
Porque estou apaixonado.
Tenho medo de não ter medo,
Porque não nos torna previdente.

Tunin

Tema sugerido por Maysa e publicado em sua Ciranda, lá no recanto das Letras, 12,10.2009.

15 comentários:

✿ chica disse...

Puxa, Tunin, olhei a data e apesar de 5 anos passados, está cada vez mais atual.

Temos muitos medos desses e muitos significam ter ainda poder de indignar-se com o que vemos...

Gostei muito de te ler! Sábio recado deste! Parabéns! abração, tudo de bom,chica ( se não estou maluca és professor.Parabéns pelo dia!) Se não fores, parabéns nunca fazem mal,rs)

Anete disse...


Olá Tunin... Bela reflexão! Vivemos num mundo tão confuso e conturbado... Somente em Deus podemos descansar e prosseguir na Sua força!...
Obrigada pelos bons comentários por lá...
Muita paz e abraços...

lia disse...

Oi Tunin, esses medos são pertinentes , sim, pois o ser humano está ultrapassando os limites e destruindo demasiadamente o planeta.Linda reflexão em forma de poesia, me tocou profundamente.
Abraço carinhoso , e apareça.

Edumanes disse...

Poema, do eu tenho medo,
está deveras bem escrito
no Riacho Doce, não está o arvoredo
do crime ambiental não protegido.

Por causa da ganância,
destroem a sua própria vida
os que só pensam na pujança
desprezando a cidadania.

Um abraço para você amigo Tunin.

Célia Rangel disse...

Concordo com essa reflexão de uma diversidade de medos que interferem em nosso bem viver...
Abraço.

Pepi,Xixo,Juja,Jujuba disse...

Infelizmente vivemos cercados de perigos e o medo nos acompanha nos dias de hoje.
Sábia reflexão, amigo
Obrigada pela participação lá no blog.
Tenha uma ótima tarde.
Um grande abraço de
Verena e Bichinhos

✿ chica disse...

Gostei de ver a Belinha enfeitando o blog! Ficou legal!! abração,chica

Roselia Bezerra disse...

Olá, amigo Tunin
Medo de não ter medo assusta demais!!!
Obrigada por me prestigiar no Prosa poética do Viviane...
Seja abençoada e feliz!!!
Bjm fraterno

Audrey Andrade disse...

Temos muitos medos. Apesar do tempo passado, atualíssimo!
Meu carinho!

Smareis disse...

Oi Tunin,
Um texto que me faz refletir.
Esses medos a gente carrega e interferem muito na nossa vida. Vivemos cercados de tantas coisas ruim, precisamos estar alerta sempre.
Só Deus pra nos livrar dessas coisas ruim.
Abraço!

Daniel Costa disse...

Tunin, em jeito de queixume, o poema, é um espetáculo.
Porém, somos como, que esmagados por muitas realidades negativistas. Essa é a triste verdade.
abraços

Zilani Célia disse...

OI TUNIN!
TODOS TEMOS ESSES MEDOS E NÓS BRASILEIROS, QUE ESTAMOS EM TEMPO DE ELEIÇÕES, QUEM SABE MUDAREMOS ALGUMA COISA E OS MEDOS DIMINUEM.
LINDO TEXTO AMIGO.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Luiz Cidreira disse...

E como o medo ronda o povo brasileiro, cada qual com o seu medo maior!
Perdi um pouco desse medo nos últimos anos aprendendo a enfrenta-lo com respeito e dignidade.
Gosto desses poemas falando sempre do cotidiano humano.
Abraço

✿ chica disse...

Obrigadão pelo teu PEDACINHO por lá e por todos os comentários tão legais! abração, lindo fds! chica

Edite disse...

Olá Tunim. Todos nós temos nossos medos , intrínsecos ou aparentes. E no mundo predador de hj, só os vemos aumentar a cada dia. Muito reflexivo e belo texto Abcs . BFDS