Seguidores

Loading...

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

SONHOS (inspirado em Dom Casmurro)




Da janela, olhei para a noite,

perguntei:

- Por que hão de ser frágeis, os sonhos?

- Desfizeram-se assim que acordei!

- À minha fala ela não correspondeu.

- Porém bela estava tão!

- Que insisti,

e respondeu:

- Eles são de minha jurisdição.


Tunin

7 comentários:

vendedor de ilusão disse...

Inspira-se em Machado de Assis já é digno de elogio.
Abraço e uma ótima semana.

✿ chica disse...

UAU!!!!Beleza de inspiração,Tunin! Adorei! Iniciaste bem a semana! abração,tudo de bom,chica

Roselia Bezerra disse...

Olá, amigo Tunin
Sonhos frágeis como nuvens passageiras...
Lindo poema e rimado com elegância...
Bjs fraternos

Edite disse...

Sonhos, frágeis e efemeros. Parecem tao feais, mas dissipam-se como fumaca no ar. Poesia de gde conteudo e beleza, meu caro poeta..Abcs

Vera Lúcia disse...


Bacana, Tunin.
Bela fonte de inspiração.
Os sonhos podem ser jurisdição da noite e até serem frágeis quando se dorme. Porém, quando sonhamos acordados poderemos emprestar grande força aos nossos sonhos.

Abração.

LUCONI MARCIA MARIA disse...

Linda tua inspiração e a noite tem razão ela sempre me arranca suspiros e mil sonhos, bjos Luconi

Anete disse...


Tunin, gostei de ler sua inspiração através de D Casmurro / livro inesquecível!

Muito bonito o seu poema! Fez-me lembrar também Guimarães Rosa... Talvez pela palavra "TÃO"!

Um Bom Dia. Abraços